notícias »

Produção de algodão deve crescer 6% em Mato Grosso

  • 11/01/2017 08:29

Algodão 20 setembro 2014 (ass) /

Como principais culturas sucessoras da soja, os agricultores mato-grossenses investem na produção de milho e algodão. Na cotonicultura, também mantida como opção de 1ª safra no Estado, espera-se incremento de 6% na produção da pluma, com volume total de 933,7 mil toneladas no atual ciclo, ante 880,5 mil (t) na safra 2015/2016.

A área plantada está praticamente igual, em 592 mil hectares, como mostra o 4º Levantamento de Safra divulgado nesta terça-feira (10) pela Conab. “A demanda interna pelo algodão é estável. Por isso, o que indica se o Brasil vai plantar mais algodão é a demanda externa”, diz o gerente da área de Levantamento e Avaliação de Safra da Conab, Cleverton Santana. “De modo geral, houve leve redução na área plantada de algodão no país, mas em Mato Grosso é praticamente de manutenção”.

Em Mato Grosso, o plantio de algodão de 1ª safra é feito em dezembro e de 2ª safra em janeiro, após a colheita da soja precoce. O prognóstico para o milho será atualizado no próximo mês, afirma Santana. Por enquanto, a Conab repete o volume estimado na safra 2015/2016, de 21,631 milhões (t). Contudo, a projeção não foi confirmada por causa da quebra de produtividade decorrente da estiagem no Estado e que levou à redução de 6 milhões de toneladas do cereal na última colheita.

Produtor no Médio Norte mato-grossense e presidente do Sindicato Rural de Sinop, Antônio Galvan observa que o milho será plantado dentro da janela ideal. “Nunca tivemos um momento tão favorável para o plantio da soja e do milho, mas a produtividade do cereal vai depender do que acontecerá em abril. No ano passado, as chuvas cortaram na 1ª quinzena desse mês. Então, se as precipitações se estenderem até maio, com certeza teremos uma ótima safra”.

 


Fonte: A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)



 

carregando